Sexta-feira, 16 de Junho de 2006

Algures na década de 80

Quando eu era criança pensava que o mundo era perfeito. Que os meus pais eram heróis e que estariam sempre lá para me proteger do que quer que fosse. Acreditava que a vida era eterna e demorava a passar. Que a minha casa era uma fortaleza e eu uma princesa. Achava que todas as doenças se curavam com um xarope de sabor a morango. Imaginava que a Rua Sésamo seria transmitida para sempre.

 

Desconhecia a existência de momentos decisivos em que uma simples palavra pode mudar o rumo de uma vida. Não sabia que tudo o que conhecemos pode ruír como um castelo de cartas de um momento para o outro.

Tinha certo que crescer mentalmente era como crescer fisicamente. Não custa, não se sente: percebe-se somente quando é necessário baixar a baínha das calças...

publicado por Incógnita às 22:20
link do post | comentar | favorito
|
Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds