Domingo, 20 de Agosto de 2006

De passagem

Por mais que superficialmente estejamos embrulhados em celofane de diferentes cores e façamos questão de hiperbolizar os pequenos detalhes em que divergimos de outros tão iguais a nós, a verdade é que todos trememos de frio, sorrimos diante de coisas belas, zelamos por aqueles que amamos, baptizamos com diferentes sons as mesmas ideias, contemplamos a mesma lua, recordamos de igual modo a segura firmeza de uma mão adulta nas nossas primeiras e arriscadas travessias pela vida,  trocaríamos de bom grado um pequeno tesouro por um golo de água fresca numa tarde quente, todos choramos de dor, gritamos de revolta, e sorrimos de volta a alguém que nos sorri.

 

Somos muitos e o espaço não sobra, nesta jangada de pedra.

Volto em breve. 

publicado por Incógnita às 15:18
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006

Não esquecer de:

  • Esvaziar a máquina fotográfica;
  • Carregar o leitor de MP3 até não sobrar espaço;
  • Óculos de Sol;
  • Protector solar;
  • Que em caso de aflições, casa de banho se diz "cuarto de baño" (acho que me vou esquecer, tamanha a diferença);
  • Que de Espanha, "Nem bom vento, nem bom casamento";
  • Que em caso de dúvidas, Olivença é portuguesa;
  • Que Cristóvão Colombo é português até prova em contrário;

Ainda faltam uns diazinhos, mas agora, até ir e voltar, este blog está oficialmente....

                  ENCERRADO PARA FÉRIAS

 

Até lá, tentarei passar Incógnita por outras paragens...

publicado por Incógnita às 16:21
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

...

Estou a escrever não sei porquê, nem o que possa ter a dizer agora. Sei apenas que hoje surgiu uma oportunidade e que, para variar, a insegurança que vive em mim já se agita, qual bela adormecida que desperta com o beijo do príncipe.

Gostava de adivinhar o futuro nas borras de café, já que chávenas deste néctar não faltam na minha secretária, e podia ser que assim conseguisse escolher o futuro que mais me agradasse, dada a quantidade de possibilidades que por aqui devem existir.

Gostava que os fundos das chávenas me revelassem um rosto sorridente, correntes partidas, espartilhos rasgados e cordas esfiapadas.

Não peço asas, tesouras bastam-me.

Devia estar feliz... E não consigo.

publicado por Incógnita às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds