Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Fascinante, misteriosa e encantadora

A minha colisão inesperada com a realidade das psicoterapias despertou-me para todo um mundo novo que a maior parte das pessoas desconhece. Nessa época eu pertencia à maioria desinformada, para quem a psiquiatria vive envolta num manto translúcido e é tida como um mundo sem retorno possível. Não compreendia que saúde física e saúde mental são realidades equivalentes e que tanto uma pode ser comprometida quanto a outra, sem que isso implique a perda do estatuto de pessoa absolutamente normal.

Durante muito tempo pesquisei bastante, não só sobre a minha realidade como sobre todas as doenças mentais mais graves. Percebi que, se porventura existir (algo de que começo a duvidar), a loucura não consiste em pensar de forma diferente mas sim em sentir de forma diferente. Ser louco é ter uma sensibilidade refinada à flor da pele. Percebi também que não existe uma fronteira clara entre saúde e doença, mas sim uma variedade enorme de tonalidades com subtis nuances entre um estado e o seu oposto.

Aprendi a ler sinais que antigamente julgava desprovidos de qualquer significado. Percebo agora facilmente o desconforto de alguém, sinto emoções contidas, adivinho mudanças de humor e antecipo exaltações. Nos outros como em mim mesma.

É um exercício de contemplação reconfortante.

publicado por Incógnita às 19:46
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Mae a 23 de Fevereiro de 2007 às 00:06
Adorei a tua forma simultaneamente verdadeira, doce, e soft de ver as coisas.
És o máximo, e linda.
Beijo
Mae
De Incógnita a 24 de Fevereiro de 2007 às 22:45
*****
De Mae a 27 de Fevereiro de 2007 às 20:07
Olá, o que tens feito que nao tens aparecido? Sinto a tua falta.... Beijos
De Ruth a 28 de Fevereiro de 2007 às 16:17
Não sei se estás a falar do que penso... transtorno alimentar? bjs, adorei o blog*
De Incógnita a 2 de Março de 2007 às 22:04
Mãe: penso que a resposta foi dada no meu último post. Trabalho e mais trabalho... Um beijinho grande.

Ruth: não se trata de um transtorno alimentar mas é igualmente um transtorno, e como tal, um problema que de complexa resolução. Se tiver curiosidade, leia os meus primeiros textos no blog, que fazem a descrição do problema. Muito obrigada pela visita. Um beijinho.

Comentar post

Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds