Sábado, 17 de Março de 2007

...

Quando o trabalho aperta, sonho com momentos de pausa.

Quando uns escassos minutos de faire niente se instalam, pergunto-me que raio de vida é esta.

Parece que só corro atrás de vento, ou o raio que o parta.

A areia é desconfortável, mas ainda assim continua a ser o melhor lugar onde enfiar a cabeça.

publicado por Incógnita às 19:24
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Mae a 17 de Março de 2007 às 20:11
Mas, definitivamente não é a melhor solução!
A cabeça fica suja, pesada, chia de nada..
O melhor mesmo é arejar, falar, ler, fazer de tudo um pouco até que passe...
Beojo Grande
De Joana a 18 de Março de 2007 às 19:03
Hoje o trabalho aperta e eu resolvi ler isto:

O brincador (Álvaro Magalhães)

”Quando for grande, não quero ser médico, engenheiro ou professor.
Não quero trabalhar de manhã à noite, seja no que for.
Quero brincar de manhã à noite, seja no que for.
Quando for grande, quero ser um brincador.
Ficam, portanto, a saber: não vou para a escola aprender a ser um médico, um engenheiro ou um professor. Tenho mais em que pensar e muito mais que fazer.
Tenho tanto que brincar, como brinca um brincador, muito mais o que sonhar, como sonha um sonhador, e também que imaginar, como imagina um imaginador...
A mãe diz que não pode ser, que não é profissão de gente crescida. E depois acrescenta, a suspirar: “é assim a vida”. Custa tanto a acreditar. Pessoas que são capazes, que um dia também foram raparigas e rapazes, mas já não podem brincar.
A vida é assim? Não para mim. Quando for grande, quero ser brincador. Brincar e crescer, crescer e brincar, até a morte vir bater à minha porta. Depois também, sardanisca verde que continua a rabiar mesmo depois de morta. Na minha sepultura, vão escrever: “Aqui jaz um brincador. Era um homem simples e dedicado, muito dado, que se levantava cedo todas as manhãs para ir brincar com as palavras.”

Daqui a uma semana o trabalho não vai apertar e eu não sei o que vou fazer.

A minha mãe tem uma frase recorrente: "Isso, continua a enterrar a cabeça na areia...".

Acho que é isto. *
De Incógnita a 21 de Março de 2007 às 15:44
Mãe: Obrigada por estar sempre aí.

Joana: Adorei o excerto. Mesmo.

Um beijinho para as duas.

Comentar post

Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds