Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

Monologamia

Enquanto mergulhava os dedos na parafina líquida senti-te chegar. Certamente estavas lá. Certamente. Não te vi, mas que tem isso? Ninguém se resume a percepções. Os olhos podem mentir. Os sentidos falham. Acreditando neles, tu não existirias. Tolice, pois então. Tu existes, como tão bem eu o sei. Como poderia eu duvidar de ti? Não te rias. São os meus limites naturais. O mundo existe quando eu durmo, e não o sinto. A vida corre, mesmo quando me encerro entre quatro paredes e não assisto. Foi assim que te conheci. Estiveste sempre presente. Tonta. Achas-me tonta por não te ter percebido logo. Concordo. Mas agora sei-te, e isso é tudo. Só peço que não te diluas no tempo. Não agora. Não agora que me fazes tanta companhia e teces a lógica da vida diante de mim. Os sentidos falham. Eu sei. Tu também sabes. A comunicação piora consideravelmente desta forma. Por vezes sinto que te perco. Não te vejo, não te sinto, não te escuto, não te sinto o cheiro, nem o sabor da tua presença. Mas eu não me deixo viciar pelo engenho dos saberes científicos. A ciência limita, e eu prefiro ser livre. Os outros exigem provas. Não as tenho. E isso não me preocupa. Assim garanto-me única. Sou possessiva, mas gosto de dormir descansada. Agora dá-me um minuto, por favor. A parafina já secou - está a partir-se e a sujar o chão. A gordura não sai facilmente dos mosaicos porosos. Coisas prosaicas. Não te preocupes, eu limpo. Sei que os sentidos falham, mas preciso tirar estas manchas perturbadoras do meu campo visual. Sou sensível, sabes? Posso suprimir a resposta aos estímulos, mas nunca os poderei renegar completamente. Posso não abrir a porta, mas não posso impedir que o toque da campainha me acorde no meio da noite.

publicado por Incógnita às 15:02
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Gabriela a 10 de Julho de 2007 às 15:19
encontrei ontem o teu blog...por mero acaso (aliás, já nem sei contar como foi...).
Entre ontem e hoje, li e reli-o todo. Desde Março de 2006 até 9 de Julho de 2007. Completamente presa a uma pessoa que não conheço, mas com uma escrita que prende, que encanta...apesar de ser bem mais velha, identifiquei-me em tantos posts...
vou continuar a vir aqui...diariamente, sem pedir licença...
és uma menina muito bonita e, quem sabe, um dia te consigas encontrar dentro de ti própria...(eu nunca consegui)
um abraço com carinho e muita ternura2u7z
De Incógnita a 12 de Julho de 2007 às 22:21
E será sempre bem-vinda. Um grande beijinho.

Comentar post

Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds