Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Acordo Ortográfico

    [...] Portugal já ratificou o acordo, mas ainda falta ratificar o protocolo modificativo. Segundo especialistas, as modificações propostas no acordo devem alterar 1,6 por cento do vocabulário de Portugal.  Os portugueses deixarão de escrever «húmido » para usar a nova ortografia - úmido ». Desaparecem também da língua escrita em Portugal o «c» e o «p» nas palavras onde estas letras não são pronunciadas, como em «acção», «acto», «baptismo», «óptimo». No Brasil, a mudança será menor, já que apenas 0,45 por cento das palavras terão a escrita alterada [...]

Excerto retirado daqui.

 

Eu sei que provavelmente é um argumento falível e que existência de um acordo até poderá ser benéfica, mas é-me inconcebível que num acordo internacional os países que adoptam a língua sejam os que definem as regras. Podem chamar-lhe um patriotismo infundado, ou um nacionalismo demasiado exacerbado, mas somos ridículos. Forjámos um belíssimo idioma e devíamos defendê-lo com um pouco mais de convicção. Os brasileiros odeiam o português e adoptam estrangeirismos como que se tenta aos poucos libertar de uma maldição. Já tive oportunidade de ler vários elogios brasileiros à língua portuguesa, sendo o mais comum "ridícula". A maioria destas alterações produz mudanças na pronúncia das palavras, ao contrário do que a notícia afirma, nomeadamente ao nível das suas sílabas tónicas e átonas. Estas regras existem com uma finalidade. Se os brasileiros decidiram há já bastante tempo descartá-las, nós não somos obrigados a seguir a sua opção.

Tudo se pode fazer com moderação, incluindo ser intransigente e teimoso de vez em quando.

publicado por Incógnita às 20:49
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Joana a 26 de Julho de 2007 às 19:40
Isto deitou-me abaixo. Juro.
De Rui Vilela a 27 de Outubro de 2007 às 14:12
Eu chamaria pressão demográfica por parte do Brasil. Apesar que acho que os verdadeiros motivos, são os interesses económicos das editoras lusófonas, e para "reduzir" burocracia política da CPLP. Se "acto" ficar sem o c, terei de aprender a falar diferente :(
Muitas das alterações distanciam-se da forma latina de onde as palavras originam. (absurdo). Tenho "fé" que o governo não vai aprovar tal barbaridade. Senão temos de renovar o stock de livros (bênção para as editoras). Os escritores lusófonos é que decidem o destino da língua, e não a "globalização" económica.
De Aisling a 25 de Novembro de 2007 às 14:15
Também concordo com o teu post. Por causa disso mesmo e porque muitas pessoas não concordam com este acordo foi criada a seguinte petição contra o mesmo:
http://www.petitiononline.com/naoacord/petition.html

Se concordarem, assinem e divulguem!

Comentar post

Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds