Sábado, 25 de Março de 2006

Reflexão durante a pausa para café

Imagem retirada da net

 

No seu livro As velas ardem até ao fim, o escritor húngaro Sándor Márai levanta uma questão pertinente: quando amamos alguém, será que gostamos realmente da pessoa, ou pelo contrário, aquilo de que de facto gostamos é do sentimento que ela desperta em nós?

Dá que pensar...

publicado por Incógnita às 15:59
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Pedro Leitão a 3 de Março de 2008 às 22:12
"Quando tu, também,

Como todas as outras coisas,

Não passares duma memória

Triste, vã de glória,

Do passado que passou

Alheio ao que te senti...



Pensarei sozinho e triste,

Amei-te tanto quanto pude...

Ou pensei que te amei,

Tanto como consegui?"

bj*

Comentar post

Obstinada em encontrar-se... Dentro de si própria.

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.vasculhar

 

.posts recentes

. ...

. Epílogo

. Acordo Ortográfico

. Egolatrias

. .

. Tenho algumas dúvidas

. Cuidado com as palavras

. ...

. É amanhã, é já amanhã...

. É uma pessoa sortuda

.mais sobre mim

.links

.arquivos

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds